11.2.06

Branca e feliz no seu abandono


Foto: pva 0602 - magnólia na rua Guilherme Braga, Porto

O título ao estilo das revistas do coração serve para introduzir a verdadeira história de um abandono feliz. Na mesma rua do bairro do Campo Alegre onde, no terreno de uma casa abandonada, esta magnólia expande livremente o seu vestido branco, outras magnólias suas vizinhas vivem em jardins com relva impecavelmente aparada; e, por terem dono e beneficiarem dos cuidados de quem se diz jardineiro, pagam o devido preço em podas mal feitas que só lhes subtraem encanto. Feliz pois a árvore sem eira nem beira por estar a salvo das atenções desses desastrados operadores de motosserra.

3 comentários :

Anónimo disse...

Parece impossível que ainda ontem estive neste mesmo sítio ... e vi essa magnólia incrivelmente poderosa. Até pensei, ao ver que andam a reconstruir essa casa ao lado, na sorte dela por sobreviver ainda. E sorri, na rua tranquila, onde acenam também as camélias dos jardins privados. Tanto róseo, tanto marfim, tantos cachos de côr. Vontade de ser "beija-flor".(Paulo, vou escrever-lhe no comments da Kenwood House, em Hampstead, sobre
Londres. Espero não o maçar. Ou será melhor para o seu site UP?). Saudações fraternas nas flores de ontem. EP

Marketeer disse...

Conhece a cidade alentejana de Vendas Novas? A Geração VN vem convidar todos os visitantes deste blog a passar por lá! É só clicar no link! Até já!

Paulo Araújo disse...

EP: pode escrever à vontade, que eu só agradeço - e para mais sobre Londres, cidade que tanto me marcou. Fico à espera.