9.4.06

Hoje é Domingo de Ramos

Este post foi modificado...
«Domingo de Ramos as pessoas levam à missa, ramos de alecrim que o Sr. Padre benze. Os agricultores com esse alecrim fazem cruzes que colocam nos campos para abençoar as searas. As outras pessoas colocam raminhos desse alecrim na lapela do casaco dos amigos ou padrinhos e dizem: "Verde és, verde cheiras, ficas preso até Quinta-feira". (...) »

Hoje, aqui na freguesia de Ramalde, no Porto, os ramos eram feitos de oliveira e de alecrim ou apenas de oliveira "porque não deve ter havido alecrim que chegasse..." * . Estavam à venda à entrada de igreja e "o senhor padre lá dentro benze-os" . O da menina de cor-de-rosa era particularmente ramalhudo, e perante o meu espanto propositado, a tia, que acompanhava a miúda, achou por bem esclarecer: "É para mais três pessoas e já deixou um na campa da Avó."


E como é na sua terra? Que plantas se usam para os ramos? O que fazem (ou faziam) com eles?
Domingo de Ramos - tradições
À conversa sobre tradições da Páscoa

(*Realmente deve ser considerável, por esta altura do ano, a "razia" em oliveiras, alecrins, palmitos, etc. , e dá para se pensar um pouco sobre a bondade de certas tradições... Bem, mas não quero ser "desmancha-prazeres" e provavelmente até será uma "poda" necessária. Não se diz que "Deus escreve direito por linhas tortas"? Haja fé.).

4 comentários :

Anónimo disse...

Em casa da minha avó , que nem catolica era , havia contudo a tradição ou crença em que colocando um raminho de oliveira pendurado na porta principal (do lado de dentro da casa)se afastava o azar ou má sorte.
Era um ceremonial rodeado de um certo segredo , cresci sem saber se outros o faziam.Na minha casa e sem contar nada a ninguem continuo fazendo o mesmo.hoje cortei um raminho e lá está ele pendurado numa das dobradiças da porta , esperando que ali dure o mais tempo possivel.
Adiantando outra tradição ou crença , está a de na quinta feira da espiga , guardar alem do ramo com oliveira,papoila,malmequer e trigo , um pão não levedado para que não haja fome em casa.
Aqui ficam dois costumes que não sei de onde chegaram mas aos quais sou incapaz de faltar.
annie hall do outsider

MaD disse...

Cá na nossa serra a tradição está mais ligada aos ramos de palmeira, embora também seja utilizada a oliveira, na falta da outra.
Depois de "bentas", afastam a trovoada.
É "garantido", coloque uma palma benta por detrás da porta e não lhe cairá nenhum "perigo" em casa durante todo o ano...
MaD

vera do val disse...

Quando eu era menina, no interior do Brasil, levávamos ramos de palmeiras até a benção. Depois eles ficavam um tempo em uma jarra antiga, sobre o aparador.
Era bonito.

manuela disse...

Caro MaD que tipo ou espécie de palmeira? Palmeiras grandes ou pequenas? E no Brasil Vera do Val? (aí deve ser dificil de dizer pois são tantas as espécies...)