13.12.06

Orquídea de pobre



Os epítetos balfouriana e balfourii têm laços de família. O primeiro homenageia o botânico John Hutton Balfour (1808-1884), professor de botânica na Universidade de Glasgow, autor de numerosos trabalhos de botânica e director do Jardim Botânico de Edinburgh. O segundo refere-se ao seu filho, Isaac Bayley Balfour (1853-1922), botânico cujo trabalho e empenho guindaram o Jardim Botânico de Edinburgh à categoria de um dos mais afamados do mundo.

A Impatiens balfourii, da família Balsaminaceae, irmã das alegrias-da-casa, é do Himalaya e já foi mais frequente nos nossos jardins. Herbácea que pode atingir um metro de altura, exibe profusa folhagem, flores que parecem orquídeas e frutos que são cápsulas com comportamento característico deste género: impacientes, mal são tocadas partem-se em filamentos que se enrolam e, como molas, projectam as sementes para longe.

Os exemplares da foto são da Quinta da Aveleda.

Sem comentários :