5.5.07

Dez mil folhas


Myriophyllum aquaticum

Esta é uma herbácea da família Haloragaceae cuja identificação é difícil mas especialmente importante. É que as espécies Myriophyllum aquaticum (da América do Sul, conhecida como pinheirinha-de-água), e a europeia Myriophyllum verticillatum (que tratamos por erva-pinheirinha) são quase idênticas, mas a primeira é invasora preocupante dos nossos cursos de água enquanto a outra é, diz-se, inofensiva.

Ambas apresentam a característica disposição das folhas em verticilos (níveis em redor de um eixo, formando belos penachos); multiplicam-se facilmente por meios vegetativos, bastando que os ramos se fragmentem e voltem a encontrar solo que lhes agrade, o que é muitas vezes beneficiado pelos meios mecânicos usados para as remover dos lagos; e têm rizomas muito resistentes, que podem viajar longas distâncias agarrados ao casco de embarcações. Contudo a M. verticillatum está mais frequentemente submersa, aparecendo à tona quase só na época da floração, permitindo a entrada da luz e uma oxigenação mais eficiente do meio aquático, e portanto coexiste com maior diversidade de vegetação.

O exemplar da foto enche um pequeno tanque do Palácio de Cristal e tem muitos pezinhos fora de água à espera de sapatinho.

Sem comentários :