3.7.07

Erva-da-fortuna



Tradescantia zebrina (flor lilás), T. fluminensis (flor branca) e T. virginiana (flor azul)

As tradescâncias estão agora em flor. Têm três pétalas roxas, azuis ou vermelhas (brancas ou rosa em cultivares) e estames penugentos. Cada flor dura um dia, mas novas flores armazenadas nas brácteas abrem sequencialmente. Não fosse o azar destas plantas terem cotovelos nos ramos que se enraizam facilmente, de se multiplicarem através de meros caules e de formarem tapetes contínuos - sendo por tudo isto a T. fluminensis uma das piores invasoras no nosso país -, poderíamos afirmar sem peso na consciência que estas são das flores mais bonitas que se exibem agora pelos jardins.

A folhagem é carnuda e, apesar de virem de zonas tropicais e temperadas da América, a maioria destas herbáceas prefere terrenos húmidos e em meia-sombra, perdendo o viço se sujeitas a seca ou a geada. John Tradescant (~1570-1638) foi um dos primeiros naturalistas ingleses, viajante e sábio colector de plantas, mais tarde jardineiro do rei Charles I. Das suas viagens guardou sementes, bolbos e curiosidades de história natural e etnografia que vieram a constituir o espólio do primeiro museu público inglês, o Musaeum Tradescantianum.


T. virginiana - Kew Gardens

1 comentário :

Anónimo disse...

Espero bem ficar rica quando comprar uma destas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!