23.7.07

Gatice


Isotoma axillaris

À entrada do Jardim Botânico do Porto, em frente à casa Andresen, está uma mini-rotunda muito florida onde, desde a reabertura do jardim, se exibem vários pés de Isotoma axillaris. A floração durará até Outubro e, se as plantas não forem removidas, esse recanto ficará talvez a ser a sua casa. É que a Isotoma axillaris multiplica-se com facilidade por semente, e é vulgar encontrarem-se rebentos junto da planta mãe: vinda com malas e bagagens da Austrália, ela faz de qualquer jardim onde se sinta bem o seu habitat natural.

As flores são perfumadas e têm um tubo muito longo, com um narizinho junto às pétalas; as folhas são estreitas, penugentas e dentadas. Estas plantas precisam de muito sol e terra bem drenada, gostando mesmo, como nós, de morar entre pedras. O seu manuseio requer cuidado porque se suspeita que a seiva provoque irritações de pele.

1 comentário :

bettips disse...

Aqui não podia faltar a virtude, o narizinho na cor. São...como raparigas dançando! Lindas. Abç