22.6.09

Dove tree




Davidia involucrata Baillon - jardins da Kenwood House

Davidia é um género de folha caduca e uma só espécie, D. involucrata, adoptado como filho único pela família Davidaceae; estudos recentes sugeriram contudo que está próximo do género Cornus, optando os taxinomistas por colocá-la na família Cornaceae. Há vários aspectos na fisionomia desta árvore que atraem a atenção; atenda neles, caro leitor, enquanto manuseia as fotos.

Tem folhas que lembram as das tílias: acuminadas, de uns 15cm x 12cm, simples, alternadas e face inferior pubescente (curiosamente, há também uma variedade de folha glabra e amarelada, D. involucrata var. vilmoriniana). Uma inspecção mais cuidada revela que as folhas têm pecíolos avermelhados, base cordiforme, margens serradas e uma ponta saliente. A venação é peculiar: para cada lado partem, do veio central, sete a oito veios laterais que - ora confirme - se bifurcam antes de atingirem as margens.

Mas há mais. No fim da Primavera nascem fiadas de flores suspensas dos ramos que parecem pombas alvas - ou outros seres de roupagem branca a que aludem as designações handkerchief tree e ghost tree. As flores masculinas não têm sépalas ou pétalas, são meras estruturas redondas (com cerca de 2cm de diâmetro), feitas de numerosos estames com anteras de cor púrpura, que rodeiam um flor feminina verde - no que se pode considerar uma perversão da sã ortodoxia do harém. O conjunto é envolvido (daí o epíteto específico involucrata) por duas enormes brácteas (folhas modificadas que se situam na base da flor e a cobrem) de tamanhos desiguais, tendo a maior cerca de 20cm de comprimento.

O formato das flores, com pouca protecção da componente feminina, sugere que este é um género de origem remota. Sobreviveu isolado nas florestas húmidas das regiões chinesas de Sichuan e Hubei, as que são também habitat do Ginkgo, da Metasequoia e dos pandas. O nome do género homenageia o naturalista e missionário francês Armand David (1826-1900).

3 comentários :

Gina disse...

Maria, vou uma visitante assídua desde que descobri esse blog, mas não tinha comentado porque vocês estavam em recesso. Fiquei sabendo do retorno pelo Paulo, do Valkirio.
Meu blog é de culinária e flores, no Brasil. Onde tem plantas e flores bonitas e bem fotografadas, logo me chama a atenção.
Pedi permissão ao Paulo, do Valkirio, para colocar no blog fotos dele, com o devido crédito, claro.
Vou mandar um e-mail pra vocês fazendo o mesmo.
Parabéns pelo blog!
Bjs.

Anónimo disse...

Gostei imenso do vosso regresso. Octávio Lima (ondas3.blogs.sapo.pt)

Paulo Araújo disse...

Gina:

Esteja à vontade para usar as fotos no seu blogue, desde que indique de onde as tirou.

Um abraço,
Paulo