1.8.09

Cruza-menta


Mentha spicata L. / Mentha aquatica L.

Custa a crer que duas espécies distintas se entendam sobre perdas e ganhos e decidam voluntariamente cruzar-se para criar algo novo. O género Mentha é, contudo, um exemplo de sucesso neste âmbito, havendo uma tal profusão de formas intermédias nas folhas e inflorescências que a identificação é por vezes polémica.

A união que aqui destacamos deu-se entre a hortelã-mourisca (watermint ou Mentha aquatica L.) - de inflorescências globulares com uns 2cm de diâmetro, flores de cor lilás ou branco com longos estames, folhas aromáticas, ovais, com pecíolo, pubescentes nas duas faces e de margens dentadas - e a hortelã-verde (spearmint, Mentha spicata L.), que exibe inflorescências em cauda de gato* com cerca de 6cm de comprimento, flores rosa ou lilás também com estames proeminentes, e folhas lanceoladas com odor de menta adocicado, glabras, serradas e sem pés. Geraram a hortelã-das-damas (peppermint, a Mentha x piperita L.) que, obviamente, ostenta inflorescências que são... caudas compostas por volutas de flores lilás-púrpura muito perfumadas e com estames curtos (curtos?... mm...). A folhagem repete o padrão misto, sendo as folhas ovais-acuminadas, apenas levemente penugentas e quase sésseis.

Este relato é de testemunhas credíveis, nós nunca vimos este híbrido, embora se anuncie frequente, como os progenitores, em torrões húmidos. Contudo já o provámos: dele se extrai o óleo de aroma familiar a menta usado em chás, licores, cremes dentífricos, pastilhas para a tosse e outros produtos igualmente femininos como o bombom de menta, presença assídua entre os dois ou três pires que servem de pedestal à chávena de café nos estabelecimentos requintados.

* Quis escrever, mais correctamente, «flores em espiga», mas hoje é o aniversário do Pip, o meu gatinho. Os crentes em astrologia dizem que, por isso, ele «é Leão», mas não se nota nada, tem pelagem de tigre.

5 comentários :

Anónimo disse...

Gosto tanto destes "dias com árvores"hoje com um requintado sabor a menta.Como se a próprias inflorescências se pudessem provar...Que boa palavra esta: inflorescência.

Paulo disse...

Parabéns Pip.

Maria Carvalho disse...

Anónimo e Paulo: Obrigada.

[A flor Sem título II é um Epilobium hirsutum.]

Paulo disse...

[Obrigado, Maria. Já está.]

Luz disse...

Grande blogue!!!
Faz bem aos olhos, descansa a alma e ainda nos ensina MUITAS coisas!
Obrigado
Luz