7.2.10

Camélias a norte

É animador o número de municípios que têm vindo a perceber que os jardins históricos, privados ou públicos, além do valor patrimonial que encerram, podem funcionar como atractivo turístico. E aqui, no canto noroeste do país, jardim sem camélias é um aleijão e um contra-senso. Celebrando a época de floração do formoso arbusto, são nada menos que quatro os municípios da região a organizar exposições de camélias, com programas que incluem igualmente visitas guiadas a jardins históricos. Eis o calendário das festividades:

  • 27 e 28 de Fevereiro: Lousada - em frente à Câmara Municipal (mais informações);
  • 6 e 7 de Março: Porto - Biblioteca Almeida Garrett (jardins do Palácio de Cristal);
  • 13 e 14 de Março: Celorico de Basto (mais informações em http://www.qualidadebasto.pt/ ou pelo telefone 255320250);
  • 20 e 21 de Março: Guimarães - Fundação Martins Sarmento.
Estas exposições decorrem sem excepção ao fim-de-semana, são inauguradas ao princípio da tarde do primeiro dia (sábado), e no domingo estão abertas ao público durante todo o dia.

2 comentários :

bettips disse...

E lá vem a exuberância silenciosa da minha flor preferida ... Chega a esta época e sou "apanhada" pela ideia destas saudações de fim de Inverno.
Abçs

Anónimo disse...

Bom dia !

Permita-me acrescentar mais um evento que tem decorrido com grande sucesso e entusiasmo ao longo dos últimos 5 anos : Exposição de Camélias no Vale das Furnas - S.Miguel / Açores
Posso mesmo dizer que o vale das Furnas é o guardião da maior colecção de Camélias do Pais e talvez mesmo da Europa .
Cumprimentos,
ricardo teixeira