29.1.11

AOSP - Associação de Orquídeas Silvestres - Portugal



As orquídeas são decerto das plantas mais fascinantes e variadas do planeta, mas muita gente julga erradamente que elas são um exclusivo dos países tropicais, e que em países como o nosso, com uma natureza menos luxuriante, elas só podem ser admiradas em cultivo. De facto, em Portugal há cerca de 70 espécies de orquídeas silvestres, distribuídas de norte a sul do território e também nos Açores e na Madeira. Algumas delas são raras e estão em risco de desaparecer; pelo menos duas já estarão extintas.

A recém-fundada AOSP - Associação de Orquídeas Silvestres - Portugal quer contribuir decisivamente para o conhecimento e salvaguarda deste nosso valioso património natural. Quem goste de orquídeas ou se preocupe com a conservação da natureza não deve deixar de juntar-se a este esforço inscrevendo-se como sócio. Informe-se melhor lendo os estatutos da AOSP ou escrevendo para o endereço aospficalhoana(at)gmail.com. A ficha de inscrição pode ser obtida aqui.

ADENDA

  1. Veja aqui quem são os membros fundadores da AOSP. José Monteiro tem vários livros publicados sobre orquídeas silvestres portuguesas e é o responsável por este utilíssimo portal. Luísa Borges e Joaquim Pessoa são os principais autores do blogue Insectos a Florir e têm proferido várias palestras de divulgação sobre orquídeas. Ivo Rodrigues é o autor do blogue Orquídeas além-Tejo. Todos os membros fundadores da associação são profundos conhecedores das nossas orquídeas silvestres e dos seus habitats.
  2. Para pagar a sua quota por transferência bancária deve fazê-lo para o NIB 003508330000687113030. Em caso de transferência online, envie o comprovativo para aospficalhoana(at)gmail.com

2 comentários :

António disse...

Seria adequada mais alguma informação sobre esta Associação, que não consigo descortinar. Quem são os promotores? Que planos têm a curto e médio prazo? Que projectos planeiam desenvolver?
É que, convenhamos, por mais interessante que possa parecer (e assim o julgo), não descortino motivo para entregar dados pessoais e dinheiro a quem não conheço. E se calhar muitos outros também não.
Poderão dar uma ajuda?

Paulo Araújo disse...

Obrigado pelo pertinente comentário. Acrescentei algumas informações que espero sejam de ajuda. Em todo o caso, recomendo a leitura dos estatutos da AOSP - e, para mais detalhes sobre a associação, pode sempre escrever para o endereço electrónico acima transcrito.