21.2.13

Desfolhada


Lathyrus aphaca L.

Nomes comuns: Ervilhaca-silvestre, ervilhaca-olho-de-boneca
Ecologia: Planta ruderal que aprecia clareiras de matos, prados húmidos e orlas de terrenos cultivados ou em pousio (onde se encontraram as das fotos)
Distribuição global: Europa, mas não no norte, parte da Ásia, norte de África e Macaronésia
Distribuição em Portugal: Ainda que pareça pouco exigente quanto à constituição do solo, os registos indicam que é mais abundante no centro e sul, e que aparece amiúde em zonas calcárias
Época de floração: Primavera e Verão
Data e local das fotos: Maio de 2012, aldeia do Vale, Pombal
Informações adicionais: Erva anual baixinha (~ 60cm) cujas folhas não têm folíolos, são meros filódios ou gavinhas. O que, nas fotos, diríamos serem folhas, as manchas verdes ovadas ou sagitadas, são descritas, nas Floras, como estípulas grandes, maiores quanto mais acima no caule de secção quadrangular. As flores, em geral solitárias, têm corolas amarelas com veios violeta no estandarte e um pé alto. As sementes redondas e pardas lembram lentilhas secas.

3 comentários :

bea disse...

Maria

A ervilhaca, nome por que também a conhecem na minha terra, enreda-se ao que lhe é próximo, se bem próximo, em abraços de vizinhança que não desfazem e mãos dadas vegetais. As corolas são pontinhos de alegria que pisamos sem mais, de serem rente ao chão e tanta vez enredadas em si mesmas. Como os homens.
Bom Dia

Francisco Clamote disse...

Não tem folhas, mas disfarça bem. Cumprimentos.

Maria Carvalho disse...

bea: Tem razão, a conjunção de abraços, enredos, alegrias e pisadelas é invenção nossa.

Francisco: Desconfio que aos especialistas agrada instigar desordem no que parece ter interpretação demasiado óbvia.