8.3.13

Colheita do ano



Lathyrus annuus L.

Nome comum: Cizirão-de-um-ano; agrião-roxo
Ecologia: Locais com humidade e sombra
Distribuição global: Sul da Europa, parte da Ásia, norte de África e Macaronésia
Distribuição em Portugal: Parece preferir solos básicos, do litoral centro e sudeste; nos Açores (São Miguel), onde também ocorre, é muito rara
Época de floração: Abril a Junho
Data e local das fotos: Maio de 2012, Almonda, Torres Novas
Informações adicionais: Erva anual de talos alados, que podem chegar aos 2 metros de altura, e poucas folhas, cada uma das quais é um par de folíolos opostos e acuminados. As inflorescências têm uma haste mais baixa do que a folha axilante e as flores são franzinas (a corola tem cerca de 1.5 cm de diâmetro), destacando-se no emaranhado de gavinhas e caules por serem amarelas ou alaranjadas. A quilha protege a estrutura reprodutiva mas não impede a visita de abelhas; tal com o estandarte e as pétalas laterais, cai depois da polinização para que, das paredes do ovário, se forme a vagem. O fruto, com o que restou do cálice de cinco sépalas da flor, parece uma faca de pirata de ponta alongada; quando seca, abre-se pela bainha que une as duas metades para disseminar uma dezena de sementes redondas e escuras que, enquanto embriões, estiveram ligadas à superfície interna do feijão-verde por finos cordões, por onde também receberam nutrientes.

2 comentários :

Anónimo disse...

Agrião roxo está bem numa planta quase toda amarela :)

tão pequenina! mas não parece faltar-lhe nada.

Maria Carvalho disse...

O «roxo» tem alguma razão de ser: a planta é arroxeada quando jovem, graças a umas glândulas. Quanto ao «agrião», não sei o que lhe diga; enfim, têm a mesma preferência por locais húmidos e sombrios.