18.10.16

O que comem as borboletas


Rumex acetosella L.

Estas azedas pouco devem à beleza convencional das flores de jardim, mas nem por isso são modestas ou acanhadas. Onde haja solos secos e ácidos, elas não tardam a responder à chamada, intrometendo-se muitas vezes como hóspedes indesejáveis em campos de cultivo. Em ambientes mais naturais, são presença quase constante em afloramentos xistosos ou graníticos. A floração, que se prolonga de Março a Agosto, exibe o vermelho vivo de quem gosta de se fazer notada, embora individualmente cada flor seja insignificante.

De origem euro-asiática, mas actualmente de distribuição cosmopolita, o Rumex acetosella é uma planta perene, dióica, rizomatosa, capaz de se reproduzir por estolhos e por isso não raro ocupando vastas áreas. As hastes podem por vezes ultrapassar os 40 cm de altura, mas em geral ficam-se por bastante menos. As folhas são pequenas, embora de pecíolo comprido, e distintamente sagitadas (ou seja, com dois lóbulos basais pontiagudos e divergentes). São aliás as folhas (e, para os observadores mais pacientes, a morfologia das flores) que permitem distinguir o R. acetosella do R. bucephalophorus, uma outra azeda muito disseminada e de pequeno tamanho, com inflorescências igualmente avermelhadas mas de folhas não sagitadas. Outro dado a ter em conta é que, pelo menos em Portugal, o R. acetosella não costuma frequentar areais costeiros, habitat onde o R. bucephalophorus pode ser pontualmente abundante.

Não haverá, na perspectiva egoísta da humanidade, nada de bom que se possa dizer deste Rumex? Como sucede com a generalidade dos seus congéneres, as folhas, que têm um travo ácido, podem quando tenras ser consumidas em saladas. E, se gosta de ver borboletas a esvoaçar, fique a saber que uma borboleta bonita como esta depende exlusivamente, no seu ciclo de vida, de plantas do género Rumex, entre elas avultando o R. acetosella.

1 comentário :

bea disse...

Estão muito favorecidas na imagem, porque à vista desarmada são plantas insignificantes embora existam por vezes em aglomerado.Mas gostei de saber que, quando tenras, se podem comer as folhas em salada e também que são alimento de borboletas chamativas. Ainda que não aprecie grandemente as borboletas de poisa aqui e poisa ali.