18.8.06

Árvores intensas Casas de trapo
Chilreia a chuva Coxeia a cama
Frutos votivos Cal calejada
Ponte romana

Luiza Neto Jorge
(Silves 83. Poesia, Assírio & Alvim. Lisboa 2001)

1 comentário :

António Baeta disse...

Gostei de reler este poema dedicado à minha terra - Silves.