30.10.07

Bromilde


Bromelia humilis («heart-of-fire»)

É parente do ananás (Ananas comosus), tem hábito rasteiro, folhas fibrosas dispostas em roseta com margens dentadas (perigosas para seres pequeninos e curiosos) e flores azul-arroxeadas tão diminutas que, por solidariedade, na época da floração o centro da planta se tinge de vermelho para avisar calorosamente os polinizadores que está na hora de cumprirem as suas obrigações. É o melhor exemplo que temos de uma flor-em-família.

Do norte da Venezuela, Guiana e Trindade, gosta de solos bem drenados e soalheiros, mas tolera bem o nosso Inverno. Este exemplar mora num declive escarpado da Quinta da Bonjóia.

O nome foi-lhe dado por Lineu em homenagem ao naturalista sueco Olaf Bromel (1639-1705).

5 comentários :

Paulo disse...

"Coração em chamas" aplica-se perfeitamente a esta Bromilde acabada de acordar.

Anónimo disse...

Que flores magníficas neste ninho quentinho! Ainda me detenho por aqui mais algum tempo, a ver/ler os detalhes - não incomodo, pois não? É que já me cruzei várias vezes com estas plantas no sul, onde moro, e nunca tinha reparado nas flores.

Manuel Anastácio disse...

De quem é a fotografia?

Maria Carvalho disse...

Do Paulo Araújo.

bettips disse...

Um delicado aceno polinizador "em grupo", tão linda!