6.3.05

A "palmeira furtiva" ao longe

.
Foto: 0404

Depois de ler a descrição do quintalito encravado lá no alto do paredão (e os comentários), procurei-o em algumas fotografias tiradas do cimo da Torre dos Clérigos, e encontrei esta. Será o que se avista no centro da fotografia (assinalado com uma seta) o tal «exíguo torrão» por detrás da Estação de S. Bento, na Rua da Madeira, onde «há um quintal com couves, uma palmeira e meia dúzia de arbustos»?

4 comentários :

Alexandre Leite disse...

Por coincidência, subi hoje ao cimo da Torre dos Clérigos, (pela primeira vez) e também me lembrei de procurar essa palmeira. Só aí é que percebi de que túnel é que estavam a falar! Reparei também que há uma do mesmo estilo (sozinha no meio de um terreno meio abandonado). Está em direcção ao rio, nas casas próximas à torre.
Pude também apreciar o jardim dda Cordoaria. Visto de cima parecia uma praia. Não se sei se faz sentido, mas as pedras, que fazem a separação entre o passeio e o jardim fizeram-me lembrar ondas a rebentar. Ainda por cima o terreno a seguir às pedras é amarelo ?imitando? a areia. Faz algum sentido? Uma fotografia ajudava mas não levei máquina!
Só mais uma coisa. Estão a colocar ou a retirar umas ?fiteiras? (não sei o nome científico, nem sei se conhecem o termo. É tipo yuca?) , junto à rua dos Clérigos, numa esquina da esplanada do parque? Estava a terra remexida, cavada à volta das tais ?fiteiras?, parecendo que as iam tirar dali. Mas como não me lembro de as ter visto lá antes, fiquei a pensar se as estariam a colocar agora? Cumprimentos e parabéns pelo blog, que tenho seguido fervorosamente, nos últimos tempos!

manueladlramos disse...

Já encontrei foto desta outra. Mais logo mando ;-)

Paulo Araújo disse...

Não me lembro de alguma vez ter subido à Torre dos Clérigos - ainda bem que outros mais intrépidos o fizeram e guardaram registo do feito. Realmente essa minúsula mancha verde é a da palmeira no seu quintalinho. Já agora, o tema das palmeiras escondidas em antigos quintais dava, só no Porto, para alimentar várias semanas deste blogue: da minha janela vejo cinco, todas altas. Recordo ter visto, já não sei onde, foto da palmeira que o Alexandre refere; talvez a Manuela nos possa mostrá-la.

manueladlramos disse...

Em vez de publicar a foto sugiro uma espreitadela à fotografia-http://photos1.blogger.com/img/261/2703/1024/DSC_2514.jpg - publicada pelo nosso amigo no Desnorte em 6 de Fevereiro:http://desnorte.blogspot.com/2005/02/lugares-53.html. Está com uma belíssima definição e vê-se perfeitamente a palmeira em questão.