28.12.05

Cacto-caranguejo

A imagem é de um marcador de livro, prenda de utilidade indiscutível, e mostra um Zygocactus truncatus (ou Schlumbergera truncata), cacto de origem brasileira que inicia a floração quando os dias começam a encurtar, atingindo o auge em pleno Outono (o que significa Maio na América do Sul e Dezembro entre nós, diferença que é fonte de designações comuns muito díspares como cacto-de-Natal ou cacto-da-Páscoa). O caule está segmentado em artículos suculentos, achatados, pendentes e com margens dentadas. Nas suas extremidades concentram-se as flores vistosas, amarelas, róseas, vermelhas ou brancas, muito apreciadas por beija-flores.

Sobre esta belíssima flor pronunciou-se Carlos Drummond de Andrade em crónica de Maio de 1962 incluída em Auto-retrato e outras crónicas:

«A flor-de-seda partiu da antipatia do cacto para atingir a elegância de um verso de Mallarmé, e rivaliza com a orquídea. Cedeu apenas à habilidade dos jardineiros, desdobrando-se em matizes que há vinte anos não eram conhecidos. Contam que o alemão Oto Woll, trabalhando no Jardim Botânico, operou essas mágicas. Mas eu penso nas donas-de-casa de uma cidade do interior, aí por volta de 1915, a cultivarem ritualmente os seus vasos de flor-de-seda, e esperando maio para que eles revelassem os seus segredos. Sem polinização artificial, por obra do acaso, ou da intuitiva ciência das mulheres, o certo é que muita vez surgiram maravilhosas tonalidades que para minha cunhada Ita eram mais uma prova da existência de Deus, pois à alma devota e jardineira não é necessário um prodígio como testemunho, basta uma flor.»

[Dedicado à Verónica que nos trouxe esta imagem da Escócia]

3 comentários :

Anónimo disse...

As flores destes cactos são uma beleza. Amigos meus tinham-me dito que os cactos do Natal eram de uma espécia e os cactos da Páscoa eram de outra espécie. Parecia lógico: os primeiros floresceriam com a máxima diminuição dos dias e os segundos quando os dias já levassem dois e meio ou três meses a crescer. Afinal não será bem assim. A Natureza, mesmo com mão humana, lá sabe...
Agora, outra coisa, há já bastante tempo que visito este sítio (qual é o significado de "blog"?)e sempre me agrada. Por isso, a todos os que o fazem, especialmente àqueles a quem distingo o nome:Manuela Ramos, Maria Carvalho e Paulo Araújo, exprimo o meu agradecimento, sob a forma, muito beirã, de BEM HAJA!
José Batista, Braga

Maria Carvalho disse...

Fotos lindas em http://www.cheirar.blogspot.com/

Anónimo disse...

Gosto muito deste sítio que já visito há bastante tempo.
Tenho um cacto destes com mais de sessenta anos, que nesta altura já está com botões, no fim de janeiro já estará todo florido,com lindas flores liláses.
Obrigado por este sítio.
Francisco Bernardo