9.3.06

Festa das Camélias

Vai decorrer, no último fim de semana deste mês (dias 25 e 26 de Março), em Celorico de Basto, na Praça Cardeal D. António Ribeiro, a III Festa Internacional das Camélias do concelho. O evento inclui:

1) uma exposição-concurso, aberta ao público no sábado das 15h30 às 22h00 e no domingo das 10h00 às 19h00, em que este ano a maior novidade é um prémio para a melhor camélia portuguesa;

2) uma pequena feira de produtores de camélias anexa à exposição;

3) um fórum sobre camélias, com início às 17h00 de sábado, onde intervêm, entre outros, a D. Isaura Allen (da Quinta de Villar d'Allen), a Dra. Carmen Salinero (da Associação Espanhola de Camélias) e o Prof. Fernando Catarino (ex-director do Jardim Botânico da Universidade de Lisboa);

4) uma visita guiada aos famosos (e formosos) jardins de camélias do concelho de Celorico de Basto, com partida às 10h00 de domingo.

A participação em (3) e (4) é limitada e está sujeita a inscrição prévia, a efectuar até ao dia 17 de Março. Para mais informações, contacte a empresa municipal Qualidade de Basto através do tel. 255 320 250 ou do endereço electrónico geral@qualidadebasto.pt


Camélia «Anemoniflora» na Quinta de Santo Inácio
(uma das premiadas na Festa das Camélias de 2005 em Celorico)

3 comentários :

Anónimo disse...

Que linda "Anemoniflora"! Quem na sua colecção tem esta camélia, que outras variedades não terá...

Sandra Braconnot disse...

Oi

Sou Sandra Braconnot, jornalista e editora do Portall das Flores. Encontrei um post sobre camélias aqui neste blog. Eu estou fazendo uma matéria sobre essa flor e esbarrei numa dúvida que talvez, creio, você possa me esclarecer.
Contando com a sua prestatividade, já encaminho a pergunta.

Conversando há uns dez anos com um produtor de camélias aqui do Rio, ele me contou que contratava meninos para retirar as camélias secas dos pés explicando que as camélias, enquanto plantadas, não se desprendem do ganho e secam presas. Para que outras flores venham a nascer naquele galho, é necessário retirar manualmente a flor murcha. Hoje, entretanto, encontrei uma foto de um pé de camélia cor de rosa cheias de flores de camélias no chão.
Pergunto a camélia cai ou seca presa ao galho?
Pode me ajudar a esclarecer?
Grata desde já

Paulo Araújo disse...

Aqui no Porto (e, mais geralmente, no norte de Portugal) as camélias que existem nos jardins (normalmente variedades da Camellia japonica) deixam cair as flores inteiras muito antes de elas secarem. Aliás fica bonito ter um tapete de flores caídas à volta da planta. Há uma outra espécie, a Camellia sasanqua, que também se cultiva por cá embora menos, em que as pétalas vão caindo uma a uma.