2.6.06

Ricardo Reis na Praça da República

As rosas contemplemos do Verão que passa
Pois com elas, Lídia, mais amena é
A procissão dos dias
Em que, enlaçadas as mãos,
Por nada esperamos.

Sejamos gratos aos deuses
Pelas repetidas rosas que, em jardins outros,
Escaparam ao arquitecto subtractor
Da nossa boa vista.


Jardim da Praça da República - com rosas

Sem comentários :