24.7.06

Flor-de-mel




Os registos londrinos indicam que a Buddleja davidii, arbusto de origem chinesa, colonizou rapidamente lugares atingidos pelos bombardeios da 2.ª Grande Guerra. Este sucesso está talvez associado ao facto de em Londres a floração se dar em Julho-Agosto, coincidindo com a chegada às ilhas britânicas das Vanessas, borboletas migratórias vindas do sul da Europa que, inebriadas pelo aroma doce das flores, efectuam sem regateio a polinização cruzada destes arbustos.

As folhas da budleia são lanceoladas, opostas e muito penugentas na face inferior. As flores são minúsculas trombetas, com quatro pétalas brancas, cor-de-rosa ou roxas; agrupam-se em racemos cónicos dispostos nas extremidades de longos ramos, interpelando desse modo qualquer nariz que passe por perto.

Não há ainda acordo quanto à família a que pertencem as budleias. Alguns botânicos insistem em segregá-las na família Buddlejaceae, mas a semelhança genética com as Scrophulariaceas tem induzido uma revisão desta classificação.

O género Buddleja inclui cerca de cem espécies maioritariamente subtropicais, da América do Norte e Sul, África e Ásia, e o nome homenageia o Reverendo Adam Buddle (c.1660-1715), colector de ervas e musgos.

1 comentário :

Teresa Freitas disse...

Conheço bem esse arbusto!As suas flores são muito aromáticas.
Já agora queria divulgar um livro mt. interessante que tenho, The London Gardener de Elspeth Thompson.Trata-se de um excelente guia de todos os jardins londrinos.

Aproveito para te comunicar tb que iniciei um blogue
na área de artes e educação artística
http://www.terrasdeargila.blogspot.com/
Aguardo visita Obrigada