28.8.05

Conquistas

«Nunca foi grande entre nós o culto das flores e dos vegetais curiosos. Em épocas aventurosas, quando os nossos grandes heróis regressavam das suas épicas viagens, das celebradas excursões extraordinárias por esplendorosos países desconhecidos, traziam tecidos de preço, riquíssimos objectos de prata e oiro, montões de pedrarias, animais e aves exóticas, mil curiosidades diversas que eram o espanto dos conterrâneos, tudo, excepto os espécimes do reino vegetal, as assombrosas maravilhas das florestas virgens, as mil formas diversas, desconhecidas, de vegetais extravagantes que pela primeira vez se deviam apresentar dominadoramente ante os seus olhares absortos. Deviam... mas parece que os nossos antigos viajantes não se preocupavam muito com tais primores. Dominava-os de tal forma a sede de glória e do oiro e o ardor dos combates, que não tinham olhos para ver mais nada, de modo que nós, os portugueses, que podiamos e devíamos ter inundado a Europa de vegetais novos trazidos do extremo Oriente, da Ásia opulenta, da África, da América e da Oceania, limitámo-nos à importação de um ou outro fruto - homenagem à gulodice - e quasi por aí ficámos.»

Eduardo Sequeira, Guia do forasteiro no Porto e Província do Minho (ed. F. Lopes, 1895)


Foto: pva 0508 - Gardenia jasminoides

A Gardenia jasminoides, da família Rubiaceae, é originária do sul da China e Japão. O nome do género, que inclui cerca de 200 espécies, homenageia o botânico escocês Alexander Garden (1730-1791). As folhas são brilhantes e coriáceas, as flores brancas, cerosas e muito perfumadas. O fruto tem polpa amarela que se usa como corante alimentar ou pigmento em tinturaria. Consta que esta planta chegou à Europa a meio do século XVIII pela mão do naturalista francês Pierre Poivre (1719-1786), que criou na Ilha Maurícia (então colónia francesa, no sudeste de África) um recanto de plantas exóticas, o hoje afamado Jardim Botânico de Pamplemousses.

3 comentários :

Cláudia disse...

Que flor magnífica! E a foto, apetece trincar :)

Maria Carvalho disse...

E há receitas chinesas para degustar as pétalas, o fruto...

Anónimo disse...

Comprei uma para oferecer aos meus pais no seu 39º aniversário de casamento. A flor é magnífica e o seu perfume é sublime ... de encantar :)