18.4.07

«Árvores e Florestas de Portugal»

Esta série de nove livros, coordenada pela Liga para a Protecção da Natureza e por uma equipa do Instituto Superior de Agronomia, começa amanhã a ser distribuída semanalmente (às quintas-feiras) com o Público, ao preço de 10 euros por volume. Potencialmente, trata-se da obra de divulgação mais importante que sobre o assunto alguma vez se editou em Portugal - e mal estaríamos nós e os nossos leitores se a deixássemos fugir. Eis a lista completa dos volumes previstos, com as respectivas datas de saída (clique em cada título para mais informações):

  1. Floresta portuguesa: imagens de tempos idos - 19 de Abril
  2. Os carvalhais: um património a conservar - 26 de Abril
  3. Os montados: muito para além das árvores - 3 de Maio
  4. Pinhais e eucaliptais: a floresta cultivada - 10 de Maio
  5. Do castanheiro ao teixo: as outras espécies florestais - 17 de Maio
  6. Açores e Madeira: a floresta das ilhas - 24 de Maio
  7. Floresta e sociedade: uma história em comum - 31 de Maio
  8. Proteger a floresta: incêndios, pragas e doenças - 7 de Junho
  9. Guia de campo: as árvores e os arbustos de Portugal continental – 14 de Junho

3 comentários :

Anónimo disse...

Muito obrigado pela dica. O 1º volume já cá canta.

João

asn disse...

Pois em Leiria, andámos a percorrer as capelinhas todas e nada.S´encontrámos tabacarias e outros quiosques áridos.
Houve uma tabacaria que conseguiu arranjar dois livros mas teve que ir à Batalha. Como eu já era o 4º da lista fiquei à espera. Vamos lá a ver. Entretanto comprei o livro "Árvores de Portugal e Europa", ed. "guia fapas". Parece-me ser interessante.
Um abraço
António Nunes

Paulo Araújo disse...

Olá António.

O Público anuncia que esta é uma edição limitada, o que deve significar uma distribuição muito reduzida fora de Lisboa. Mesmo no Porto foram poucos os quiosques que receberam o 1.º volume. Esperemos que o interesse demonstrado leve o Público a reforçar a distribuição - e, se necessário, a aumentar a tiragem. Mas podem encomendar-se os livros pela loja do Público na internet, onde eles vão ficando disponíveis à medida que forem saindo.

Para terminar, devo dizer que o 1.º volume foi uma grata surpresa. A opção por focar um número restrito de temas permitiu reunir sobre cada um deles um conjunto de documentos verdadeiramente pedagógico. Especialmente notável (pela pouca consciência que os portugueses têm hoje dessa história) é a saga da arborização do litoral.