9.10.07

Morango-de-jardim


Geum chiloense

A folhagem lirada disposta em roseta lembra uma roda de amigos; do centro, como num brinde, eleva-se uma flor requintada; e noutros tempos, em que a qualidade se fazia ouvir primeiro, as raízes eram usadas para dar sabor à cerveja da celebração. Falamos da espécie neo-zelandesa Geum urbanum, planta vivaz de floração longa, conhecida em inglês por herb bennet (versão distante de benedict), termo que nos levou a erva-benta.

A planta da foto é irmã dessa, mas de outro continente: trata-se da Geum chiloense, do Chile, com cultivares muito ornamentais de flor dupla amarela ou alaranjada. Vegeta num jardim de instituição respeitável que talvez condenasse a mistura da inocente natureza com a folia. O parentesco com o morango (Fragaria vesca) é reconhecível na nervura em pena das folhas; os frutos, com uma crina de picos para que se disseminem, é que não vão bem com chantilly.

2 comentários :

lucia disse...

Maria, a flor é mesmo requintada. Há dias venho aqui observa-la. Me lembra outra flor, mas não soube distinguir. Tem alguma idéia, poderia ser Paeonias?
um abraço.

Maria Carvalho disse...

Tem razão, esta flor lembra uma peónia (mas cá as Paeonia florescem em Abril-Junho). Ela pareceu-nos uma papoila, como a Papaver rhoeas ou a P. nudicaule, mas a folhagem logo desfez o engano.