15.2.13

O verdadeiro indúsio




Adiantum hispidulum Sw.

Certos fetos, como os dos género Adiantum (avencas) e Cheilanthes, têm a delicadeza de dobrar as margens das pínulas para proporcionar abrigo aos esporângios. A membrana que noutros fetos cumpre essa função recebe o nome de indúsio. A dobra da pínula, às vezes muito estreita, não chega a ser um verdadeiro indúsio, e por isso é costume chamar-lhe pseudo-indúsio. Mas há casos, como o da avenca de hoje, em que a dobra do lençol é suficientemente ampla, com uns arrebiques a lembrar um bordado, para que o sufixo pseudo seja dispensável. Embora sejam um prolongamento da margem das pínulas, os indúsios do Adiantum hispidulum individualizam-se pelo tamanho, pela cor clara e pelo formato reniforme.

São cerca de duzentas as espécies de Adiantum, um género presente em todos os continentes habitados. Além do método escolhido para resguardar os esporângios, outras características comuns à maioria das espécies são as hastes (ou ráquis) finas, escuras e brilhantes, e as frondes divididas numas tantas pinas mais ou menos arqueadas. As avencas são de fácil cultivo e muito valorizadas como ornamentais. Disso se aproveitou a avenca-áspera (Adiantum hispidulum) para alargar uma distribuição mundial já ampla, que inclui África, Ásia e Oceânia, aos arquipélagos da Madeira e dos Açores, onde talvez só na Terceira não se tenha instalado. No jardim António Borges, o mais bonito de Ponta Delgada, há muito que ela se emancipou da tutela dos jardineiros, vegetando exuberantemente nos locais mais frescos e sombrios.

1 comentário :

bea disse...

Gosto das avencas. Com abrigo ou sem para os esporângios. São de delicada folha pelo que, com ou sem rendilhado são bonitas, alegram os olhos.
BFS