11.5.05

Árvores do Parque do Inatel em Ramalde #3

. .







No dia em que surgem mais algumas notícias de contestação ao projecto de destruição do Parque Desportivo do Inatel em Ramalde, aqui ficam mais algumas fotografias. Para que quem não o conhece, fique a saber do que se está a falar e a razão da nossa incredulidade e revolta.
E realize também a importância que têm, para certos planeadores da nossa cidade, os espaços verdes relativamente às vias para automóveis.

As notícias:
Inatel promete contestar solução do PDM do Porto (no Público)
INATEL pediu ao tribunal para ser esclarecido (no JN)


Ao lado: o ringue num sábado de manhã (toda esta zona inferior do Parque desaparecerá)


Em cima: Vista parcial do Estádio. Segundo o projecto da chamada Avenida Paralela, para além do bosquete de choupos que ladeia a bancada superior, desaparecerão também todas as coníferas (na sua maioria ciprestes-de-Lawson) e outras árvores que se vêem em frente, por detrás da cabine e do edifício da entrada.
As folhas em primeiro plano pertencem a acácias-robínias (ver em baixo)


Em frente vê-se o último prédio do chamado Bairro da Previdência, ao lado do qual está previsto passar a Avenida, mesmo na zona das árvores (na sua maioria robínias-acácias)


Vista para o interior do Parque desportivo de Ramalde na rua Aarão de Lacerda, na zona do ringue.
.
Árvores do Parque do Inatel em Ramalde #1
Árvores do Parque do Inatel em Ramalde #2
.

9 comentários :

Micaela Vale disse...

Acordei a pensar que hoje era uma espécie de dia da Árvore, já que ontem assistimos à vingança dos sobreiros de Benavente.
É uma luta inglória das árvores! Também eu luto para salvar 2 sobreiros centenários no meu quintal, mas já me perguntei muitas vezes se não será em vão...

manueladlramos disse...

Já que o autor da entrada não comentou (devia estar um pouco Absorto ;-) coloco eu aqui o link para o seu testemunho
Em Defesa do Parque de Ramalde

ed disse...

É que não consegui entrar. Mas agora sim. Sou um admirador do Dias com Árvores.Muito bom. Nós não gostamos de dizer abertamente bem mesmo quando nos apetece. Mas aqui fica o meu testemunho e muito obrigada pela defesa da cauda do Parque de Ramalde.Uma justa causa ... de todos.
Com um abaço do Eduardo Graça

manueladlramos disse...

Caro eduardo
Ando com dois versos e a melodia de uma cançao do Zeca Afonso na cabeça...:"Eles comem tudo, eles comem tudo, eles comem tudo e nao deixam nada". Acho que se chama os Vampiros não é? Mete impressão o devorar avassalador dos espaços verdes na cidade: espaços esses que no fundo valorizam o ambiente urbano. Mas não, os planeadores de gabinete não entendem e limitam o debate ao betão vs verde. No fundo eles é que têm uma visão da Cidade verdadeiramente retrógada e conservadora. esperemos que neste caso vença o bom senso, simplesmente isso: o bom senso.
-----
E agora mais um desabafo: também não entendo as pessoas que passam e não comentam. Claro que as há a quem o assunto não interessa absolutamente nada (doutras cidades, doutros paises, vem ca ter por acaso). Mas não falo desses leitores. Falo das pessoas que costumam visitar o nosso blog, até com uma certa assiduidade, que gostam de arvores, que as consideram importantes nas cidades(assim como os espaços verdes) para a sanidade mental e fisica dos seus habitantes, e que todavia não comentam, nao apoiam, não dizem da sua justiça. Sobretudo nesto caso que é como diz, uma "causa justa". Não deixa de ser triste! Espero que nao seja por "nao conseguirem entrar nos comentarios" como o Eduardo.
Com um abraço também.
Manuela

AM disse...

"....também não entendo as pessoas que passam e não comentam...."

Cara Manuela
Como sabe este assunto está a ser debatido em muitos (demasiados?) espaços (blogs e não só).
Voltando à ladaínha que já defendi n"A Baixa do Porto" é preciso encontrar formas de a acção (de defesa dos nossos Valores, na Cidade) ser organizada e eficaz.
Esperei que o novo "blog" "Campo Aberto" pudesse ser o começo.
Mas ninguém comenta lá também :-(
O (sub)"blog" sobre o Bairro do Aleixo, também parece, afinal, pouco eficaz :-(
É preciso encontrar soluções para a participação cívica (actuante) antes que "eles comam tudo"

António Moreira

ed disse...

Manuela:
É muito difícil a luta pela defesa da natureza e uma das razões, no meu ver, é o facto de muitos dos defensores da dita estarem organizados em estruturas que se institucionalizaram. São
ao ambientalistas oficiais, vivem à "mesa do orçamento", dependem dos poderes e fazem-lhe as vontades. Perderam a independência. Pela parte que me toca não tenho ilusões mas acredito que continuam a abundar na nossa sociedade pessoas, algumas detentoras de poder, que são capazes de tomar as decisões mais adequadas à defesa do ambiente e da natureza. Nos 7 anos de Inatel percebi que as forças são desiguais. Promovi um levantamendo dos recursos ambientais sob gestão do Inatel no âmbito do seu património. Muito interessante. Foi feito e deve estar lá. Nada de muito complexo mas que poderia evoluir. Queria estar preparado para combater as múltiplas ideias de promoção de protocolos que poderiam levar á erosão dos recursos naturais à "guarda" daquela instituição. Evitar uma acção perversa que atente contra o ambiente é, por regra, mil vezes mais difícil do que aprová-la. O "desenvolvimento sustentável" é uma boa causa no papel mas, como provam os recentes acontecimentos, os poderes estão perfilados para a defesa dos chamados "projectos estruturantes" que nunca deixam de ser concebidos à custa do ambiente. Só há uma maneira de actuar: não deixar que nos calem, aguentar as ameaças, divulgar o mais possível a denuncia dos crimes ambientais, em resumo, usar uma consigna antiga e fora de moda: resistir!

manueladlramos disse...

Caro AM: quantos mais blogs/pessoas falarem dos assuntos melhor! Os blogs nao podem resolver este tipo de questoes: apenas divulgar e informar, e quanto mais melhor, cada um com o seu estilo e os seus meios: aqui, como sabe a nossa "vocação" relaciona-se com as arvores e "peguei" no Inatel por esse lado. Nao conheço muitos mais blogs a falar do Inatel e asseguro-lhe que era o meu maior desejo: era que estivessem dezenas deles a falar deste(s) assunto(s)! A todos eles eu iria dar o meu apoio e manifestar a minha opinião(tal como já o fiz n'A Baixa do Porto e no Absorto).
---
(cont. :-)
---

ed disse...

Parece que as notícias são animadoras. Já tinha dado por isso. Parece que vai imperar o bom senso. Ainda bem se assim for.

manueladlramos disse...

;-) Esperemos então e que não seja mais preciso interrogarmo-nos (Parque de Ramalde - Solução à Vista? )