2.8.05

Cancioneiro popular- alfarroba

.
«Sou da serra, sou serrenho,
Vendo carne às arrobas,
Não sou como vocês,
Que só comem alfarrobas.»


(sugestão: Doçaria com alfarroba )
.

1 comentário :

Anónimo disse...

«Tão árabes que nós somos!...». Numa pequena quadra duas importantes palavras provenientes dessa língua fantástica que é a árabe - Arroba e Alfarroba. Como diz Adalberto Alves: «Os árabes gozam da fama de serem o mais poético dos povos. Penso que os portugueses ombreiam com eles, precisamente porque deles são parentes na família literária.», por isso tomo a liberdade de transcrever um poema do grande rei-poeta de Silves e Sevilha, que foi al-Mu'Tamid e que integra essa jóia literária que são "As Mil e Uma Noites".

«Por receio de quem espia
com muita inveja a roer
ela não veio nesse dia
p'ra assim traída não ser
p'la luz que do rosto esplende,
p'las jóias a tilintar,
e pelo perfume do âmbar
a que o corpo lhe rescende:
é que ao rosto, com o manto, tapá-lo'inda poderia, e as jóias, entretanto, as tiraria, mas a fragrância do encanto
p'ra ocultá-la, que faria?»

Abraço.
Manuel