23.5.07

Manta de neve


Sutera cordata, Parque de Serralves

Depois da intervenção no Parque de Serralves, receámos que a hera invadisse todo o solo não relvado, troncos e muros, como é usual em espaços onde o seu crescimento e distribuição não são controlados. É que esta trepadeira resistente e voraz teve, neste plano de arborização, um incentivo inusitado para planta tão invasora: foram plantados milhares de pés dela, devidamente protegidos das pisadelas do público até que firmassem raízes. Mas afinal nem toda «a Gália foi ocupada pelos romanos...». Recantos ensolarados entre árvores e arbustos são agora sala para a visita de uma plantinha anual, rasteira, de flores brancas tubulares minúsculas, com um centro amarelo atraente.

Sendo sul-africana, a Sutera cordata precisa de sol e torrões bem drenados para florir abundantemente de Abril a Novembro. O nome do género homenageia o botânico suiço Johann Rudolf Suter (1766-1827, autor de Flora Helvetica (1802). Uma outra espécie, a Sutera aquatica, é usada como bálsamo para queimaduras e frieiras.

1 comentário :

d. disse...

Plantei-a há 2 semanas no meu jardim! É muito bonita! :)