25.4.08

25/IV/74


Lavandula pedunculata - vale do Tua

....Tinha a língua de sabão.
....Lavou as palavras e calou-se.

Frederico García Lorca, Canções para terminar

1 comentário :

lucia disse...

Lindas ! Devem ter o perfume da lavanda e da natureza. Espero que todos possam permanecer em paz, as árvores, o rio e as lavandas!