25.11.11

Albaida


Dorycnopsis gerardi (L.) Boiss.

O nome é difícil de pronunciar mas a mensagem é útil: estas plantas pareceram a Pierre Edmond Boissier semelhantes às do género Dorycnium, enquanto a Lineu, que lhes chamou Anthyllis gerardi, lembraram as deste outro grupo. Boissier manteve o epíteto específico, gerardi, que Lineu escolheu em homenagem ao naturalista inglês John Gerard (1545-1612), autor do famoso Great Herball (1597), que informa, por exemplo, qual o veneno usado por Julieta (a do Romeu) para se fingir de morta.

Na verdade, a um olho leigo, as espécies Dorycnopsis gerardi (a única espécie deste género na Península Ibérica, nativa de Portugal, Espanha, Marrocos, sul de França e algumas ilhas italianas) e Anthyllis onobrychioides Cav. (endemismo do sudeste de Espanha) parecem diferir em pouco mais do que na cor das flores. Para resolver este imbróglio taxionómico, de preferência sem diminuir o número de endemismos espanhóis, alguns botânicos decidiram analisar material genético de D. gerardi, proveniente de populações portuguesas, espanholas e italianas, e compará-lo com registos idênticos de várias espécies de Anthyllis e de D. abyssinica (da Etiópia).

Entre várias outras conclusões relevantes, estabeleceram que os géneros Dorycnopsis e Anthyllis não estão geneticamente próximos: a ostensiva semelhança morfológica entre a A. onobrychioides e a D. gerardi talvez se deva a adaptações a um habitat com iguais exigências, mas isso terá de ser esclarecido noutra ocasião.

Esta planta é perene, vive em pastagens ou em matos, mas também aprecia areais e a proximidade de cursos de água. Encontrámo-la junto às margens (muito degradadas) do rio Alva, em Barril do Alva. Chega aos dois metros de altura e pode apresentar uma cepa lenhosa de onde saem numerosos talos. A inflorescência, de Maio a Julho, contém 12 a 30 flores de formato típico (quilha e estandarte) entre as leguminosas.

4 comentários :

Gi disse...

Qual foi o veneno, Maria? Agora fiquei curiosa.

Maria Carvalho disse...

Extracto de Mandragora autumnalis Bertol..

ZG disse...

Porquê "albaida"?

Maria Carvalho disse...

É um dos nomes vernáculos que a Flora Digital de Portugal indica para esta planta.