25.5.05

As mirtáceas acordaram



Foto: pva 0505 - Callistemon sp. - Quinta de Santo Inácio (Gaia)

O arbusto bem desperto da foto é do género Callistemon e da vasta família Myrtaceae - que inclui ainda os géneros Eucalyptus, Leptospermum, Melaleuca, Metrosideros e Syzygium, entre muitos outros. As folhas do Callistemon são lanceoladas, inteiras, sésseis, aromáticas e espiralam nos ramos claros e fissurados, de hábito pendente. Mas são as inflorescências que nos atraem: em formato de espiga (ou de limpa-garrafas), são compostas de flores com numerosos estames vermelhos inseridas num talo que termina com um penacho de folhas; à medida que estas brotam, o cilindro de flores vai ficando no ramo como num espeto. Caídas as flores, no eixo das inflorescências restam frutos lenhosos, cápsulas castanhas que lembram botões e podem permanecer fechadas durante anos até que um incêndio as faça largar as sementes.

Há mais de trinta espécies de Callistemon, todas nativas da Austrália. Recolhidos os primeiros exemplares - por Joseph Banks e Daniel Solander em 1770 durante a descoberta da costa este da Austrália -, foram introduzidas na horticultura europeia em 1788, numa altura em que botânicos e coleccionadores mostravam considerável interesse pelas plantas das zonas remotas do Pacífico.

A designação Callistemon significa estames bonitos, dos termos gregos kalli e stemon.

5 comentários :

manueladlramos disse...

Ainda ontem andei à volta de um "Lava-garrafas" (que nome tão feio para um arbusto tão bonito...). O Filipe também publicou há uns dias a foto de uma mirtácea: Feijoa. Já viram?

Anónimo disse...

«Estames bonites, estames bonites!» exclamam eles todos vaidosos. «Estão, estão muito "bonites"», concordamos nós.
Os metrosideros tambem estão a ficar em flor...
S.(de Sementinha ;-)

Maria Carvalho disse...

Há uma feijoa (Acca sellowiana) nos jardins do Palácio de Cristal com muitas flores. Aproveitaremos para provar as pétalas (comestíveis); e verificaremos em Dezembro se frutifica.

Carlos Manta Oliveira disse...

Destas tb tenho em casa! Agora já sei o nome. A ver se as ponho um dia no Flickr.

Anónimo disse...

Meu cunhado Peter me deu uma muda dessas, mas morreu...Tambem, eu fui transplanta-la da praia (Pontal do Sul) para ca (Curitiba) Ela nao gostou, e nem podia. Eu so queria que ela ficasse mais perto de mim. Tenho que plantar outra, e rapido.