8.11.05

À conquista do Monte Brasil




Fotos: pva 0509 - Castelo de São Filipe; vista de Angra do Heroísmo; Podranea ricasoliana

A sequência das fotos ilustra o rotundo fracasso de quem tem por missão defender a integridade do território nacional contra invasores indesejáveis. Sobranceiro a Angra do Heroísmo, e avançando pelo mar como uma proa, ergue-se, todo forrado a verde, o Monte Brasil. Mais de metade do seu perímetro está protegido, à cota baixa, pela muralha do Castelo de São Filipe, começado a construir no final do século XVI por ordem de Filipe II de Espanha (I de Portugal). São 4 Kms de muralha - e, em tempos antigos, 400 peças de artilharia para uma guarnição de 1500 homens. Ainda hoje o castelo é defendido por tropas portuguesas. Inexpugnável por terra ou por mar parece ser a descrição justa deste monumento bélico.

Parece - mas não é. O Monte Brasil foi palco, por terra, de inúmeras invasões bem sucedidas; e hoje, nas suas encostas, os descendentes dos invasores crescem e multiplicam-se na mais santa tranquilidade. Falando só da flora (pois também há invasores de quatro patas), dominam as criptomérias (da China e do Japão), os pitósporos (Pittosporum undulatum, da Austrália) e as lantanas (América Central e do Sul); e, ainda que menos abundante, a planta da foto esforça-se valorosamente por merecer o estatuto de invasora: os brasileiros até lhe chamam sete-léguas, não por essa razão, mas sim - segundo Harri Lorenzi no livro Plantas Ornamentais no Brasil - pelos ramos longos que costuma emitir. Pertencente, como o jacarandá (de flores parecidas com as suas), à família Bignoniaceae, esta trepadeira, de nome Podranea ricasoliana, é também australiana de origem.

Não sei que Ministro da Defesa foi culpado desta ocupação vergonhosa: não terá sido o último, nem o outro imediatamente antes, nem ainda o outro; mas alguém teve culpa, e alguém tem que casar com a culpa antes que ela morra. É urgente uma nova política de Defesa Nacional.

3 comentários :

Jaime F. disse...

AH AH AH
Mais belo que Angra não haverá

claudia disse...

Achei lindas todas as fotos e a descrição que fizeste sobre cada uma.
Faço-lhe um convite a participar do blog sobre fotos digitais. Cada pessoa envia uma ou mais fotos e escreve um pequeno relato sobre elas.
Um abraço.

http://asminhasmelhoresfotosdigitais.blogspot.com

inquieta disse...

Tenho todo um caramanchão de "sete leguas" São delicadas e lindas. Tem folhas chorosas, que caem como em pranto. O nome, sete leguas, vem porque elas crescem rápidas demais. Como se usassem botas de sete leguas.
A cada dia esse blog de vcs é mais bonito. Não me canso de visitar. Parabéns