30.3.07

Emissários


Quercus robur no largo Abel Salazar (Porto)

Cercados por um delírio de pedra que já foi jardim, estes carvalhos, cumprindo a vocação temporã da sua espécie, não deixam ninguém esquecer que a Primavera chegou. Citadinos, são emissários dos seus irmãos mais afortunados, e vêm dizer-nos que está na altura de sairmos da cidade, nem que seja pelo tempo breve de uma tarde de sábado, para admirarmos em lugares mais propícios a frescura da sua folhagem.

1 comentário :

Alexandre Inácio disse...

Concordo consigo, Paulo. Mesmo vivendo no campo, estou ansiosíssimo para, amanhã, ir para o bosque de castanheiros e carvalhos, perto de minha casa, contemplar uma silenciosa, mas arrebatadora, sinfonia de primavera: as folhas novas.