27.3.07

Ruínas fertéis


Cymbalaria muralis (ruínas)

Esta é uma pequena trepadeira hermafrodita originária da Europa mediterrânica mas naturalizada em todo o continente. Embora prefira os velhos muros de granito (as ruínas que lhe dão o nome), também já a vi despontar da berma dos passeios, aproveitando aqueles escassos centímetros que não são pisados nem pelos pés dos transeuntes nem pelos automóveis. É uma planta perene, de folhagem luzidia; as suas flores, minúsculas mas vistosas, mantêm-se até ao final do Verão. Para identificar esta planta, socorri-me da obra Conhecer as Plantas nos seus Habitats, da autoria de Rosa Pinho, Lísia Lopes, Fernando Leão e Fernando Morgado, publicada pela Plátano Edições Técnicas em 2003: com fotos de boa qualidade, este pequeno livro é o guia ideal para quem, no nosso país, queira tratar pelos seus nomes as pequenas maravilhas que brotam por todo o lado.

P.S. Há dias o Blogue dos Cheiros publicou foto da mesma planta (ou de outra muito semelhante) num muro mais a sul.

1 comentário :

Ver disse...

Em Lisboa nos últimos dias foi declarada uma irritante guerra a todas estas inocentes. Funcionários da câmara de pulverizadores em punho (creio que com herbicidas) andam determinados a acabar com todos os bocadinhos de verde não programado. Não tenho a mínima ideia de quais os inconvenientes destas plantas, mas não creio que justifiquem a utilização de herbicidas no espaço público.
A fotografia do muro é no flickr mas não tenho a certeza de que seja a mesma planta. (http://flickr.com/photos/contemplar/377630432/)