30.5.07

Javalis e nuvens em Hampstead


Hampstead: plátanos; castanheiro-da-Índia na paragem do 24

Tudo indicava que se iria repetir o padrão dos dias anteriores: céu carregado de manhã; à tarde um sol fugidio espreitando por entre nuvens ligeiras. Por isso deixei para depois do almoço o passeio obrigatório a Hampstead Heath e durante a manhã andei ao acaso pelas ruas do bairro, desde a comercial Hampstead High Street aos recantos arborizados das zonas residenciais: ruas num sobe-e-desce de carrossel, com muita sombra de plátanos, tílias e castanheiros-da-Índia, e muito colorido de flores nos jardins privados. Talvez por deferência para comigo, as nuvens sustiveram a carga de água enquanto lhes foi possível; quando romperam, acolhi-me a uma livraria em South End Road, comprei um livro, e fui fazer horas com ele para uma cafetaria. Foi então que soube da improvável relação entre nuvens e javalis.

O livro é uma tradução inglesa de La famosa invasione degli orsi in Sicilia, escrito e ilustrado por Dino Buzzati (1906-1972). Quando os ursos dormem à noite na floresta, são atacados de surpresa por um esquadrão de perigosíssimos javalis ao serviço do Grão-Duque da Sicília. Nada pode salvar os ursos a não ser o astrólogo Professor Ambrósio, que gasta na ocasião um dos dois únicos feitiços a que a sua varinha mágica lhe dava direito: «E vejam só, um dos javalis, o maior e o mais adiantado de todos eles, ergueu-se no ar de repente e começou a inchar e a inchar, tornando-se gradualmente num verdadeiro balão; um lindo balão cheio de ar que esvoaçou para o céu. E a esse javali seguiu-se um segundo, depois um terceiro e um quarto. Tão pronto chegavam perto, logo os mortíferos javalis eram misteriosamente enfeitiçados e inchavam como bolas de futebol.»


Hampstead Heath: vista de Parliament Hill; faia-rubra e castanheiro-da-Índia [clique para aumentar]

À tarde, prevenido com um melhor entendimento desse interessante fenómeno atmosférico que são as nuvens (especialmente aquelas que pela forma evocam os animais que foram), e sob um sol intermitentemente radioso, entrei em Hampstead Heath e subi de imediato à Parliament Hill. Terá sido neste banco que Judi Dench, professora a caminho da reforma no filme Notes on a scandal, ensaiava os seus engates? A vista, a mais famosa de Londres, é sem dúvida a mesma, mas o banco pode ter sido qualquer um dos outros. Todos eles estão desocupados nesta tarde de terça-feira; e nem eu, que vim à caça de árvores com máquina a tiracolo, me posso aqui demorar.


Hampstead Heath: carvalhos (Quercus robur) [clique para aumentar]

3 comentários :

Ver disse...

Tanto parque,Tantas árvores, tanto prado. Até já estou mais bem disposta, por hoje.

bettips disse...

Melodias para meus olhos! Em Hampstead Heath, trabalhei em 1972 (Frognal...até o nome é lindo!) e por aqui revejo a beleza renovada. Obg

zazie disse...

Que maravilha este blogue. Não tarda muito e estou lá