21.9.04

Nozes no Dia de S. Mateus


foto: mdlr
aqui se transcreveu um poema outonal que cantava uma nogueira, as suas raízes e folhagem, o sabor dos seus frutos. Hoje, dia de S. Mateus, que também é o último do Verão*, em muitas localidades realizam-se Festas ou Feiras com o nome do Santo, igualmente chamadas Festas ou Feiras das Nozes.
A da fotografia, meio estremunhadita, deve estar a guardar-se para o S. Miguel, dia 29, em Penela (Coimbra), onde se realiza uma das mais antigas Feiras das Nozes do país (desde o ano 1434); ou para a Feira dos Nozes e dos Abraços em Barril de Alva (Arganil) em Outubro.

* De acordo com o Observatório (publicação do Observatório Astronómico de Lisboa) o equinócio de Outono ocorre amanhã, dia 22, às 17:30 horas.

4 comentários :

Paulo Araújo disse...

Linda foto... dá vontade de apanhar - coisa que não consegui fazer no outro dia quando visitei as nogueiras do Jardim das Virtudes: outros se anteciparam em apanhar as mais à mão, e agora só de escadote se chega às nozes. Achas que alguém estranha se me vir entrar no jardim com um?

manueladlramos disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
manueladlramos disse...

Depende do escadote, ou da escada. Há que tentar deitá-la! Não me digas que não conheces o escadote-telescópio, encolhe estica, para apreciadores de fruta à desamão? Compram-se nas lojas tipo "coronel tapioca" e vêm dentro de uma mochilinha pouco maior que um caderno A4. Um "must" para a época que atravessamos. Eu hoje andei às pêras assim, lá para as bandas de Touginhó...

Teixeira disse...

Escadotes? Escadas?... Bem, vou deixar aqui o meu contributo por intermédio da Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. Ver o vol. 2, pág. 515, 1ª coluna: Dá-se o nome de andas a uns aparelhos de grande simplicidade, destinados a facilitar ao homem (sic) a marcha em terrenos especiais ou simplesmente a aumentar a estatura humana para fins desportivos, acrobáticos» ou recolha de frutos em árvores. (As palavras sequentes às últimas aspas são da minha autoria e espero que o enciclopedista as aproveite para uma eventual nova edição).
De nada.