13.5.06

Magnólia-azul


Magnolia acuminata - Jardim Botânico de Coimbra

Já aqui celebrámos efusivamente, com a ajuda do Eduardo, a colecção de magnólias do Jardim Botânico de Coimbra. Não pensávamos voltar ao assunto ainda na temporada de 2006, mas há uma magnólia, desfasada das restantes na floração, de que agora se impõe dar notícia: é a Magnolia acuminata que mora no canto nordeste do quadrado central. Árvore que pode chegar aos 25 metros de altura, é originária da costa leste da América do Norte, onde corre risco de extinção. Caducifólia como as suas congéneres asiáticas, distingue-se destas por florir só depois da rebentação das folhas. Os botões começam por ser azulados (daí talvez o nome da árvore em português), mas as flores têm pétalas verdes, o que as torna pouco vistosas; observadas de perto, porém, deixam ver um tufo de estames semelhantes a fios de ovos. Foi castigada com o nome comum cucumber magnolia - ou magnólia pepineira em tradução livre - por alguém a quem os seus frutos imaturos lembraram pepinos. As suas flores tão invulgares suscitaram o interesse de viveiristas, existindo híbridos como a Magnolia "Elizabeth", de flores amarelas, obtidos por cruzamento da M. acuminata com a chinesa M. denudata, de flores brancas.

1 comentário :

RPM disse...

não desfazendo de todos os outros, deve-se lembrar o papel do Prof. Jorge Paiva, neste jardim: Jardim Botânico.

um amigo e um excelente professor....

para mim, amigo, porque a minha área é da banda do dinheiro.

abraço

RPM