10.9.06

Caída do céu



Se, em vez da maçã, tivesse caído esta pinha na cabeça de Newton, teria ele formulado a teoria da gravitação universal? Apesar de este grande ananás (62 cm de perímetro, 22 cm de comprimento, 5 kg de peso) ser um projéctil bem mais memorável do que a maçã, é provável que a sua queda não estimulasse as lucubrações do privilegiado cérebro do cientista.

A foto é fantasiosa: as sementes, uma em cada escama, podem comer-se, mas não é prático fazê-lo com faca e garfo. Aliás, talvez seja aconselhável deixá-las secar primeiro, mas não irei comprovar isso, pois enterrei quatro delas num vaso e devolvi o resto da pinha ao local onde a encontrei. Lá ficou como aviso a quem se quisesse encostar à árvore que a largou: a Araucaria bidwillii do Jardim do Carregal. Dias depois, os jardineiros da Câmara cercaram a árvore com uma fita verde e branca, que não fica bonita mas remedeia: as pinhas, de tão pesadas, caem sempre a prumo, bem junto ao tronco. Solução definitiva seria rodeá-la com um maciço de arbustos que impedisse a aproximação das pessoas.

8 comentários :

vera do val disse...

Pinhas me lembram a infância. Meu avô plantou toda uma aleía delas. O Dias com árvores continua um dos mais lindos blogs da Net. Parabéns

MaD disse...

Que fruto impressionante...
É mesmo comestível?...
Adorava ver esta árvore ao vivo.
Cumprimentos.

manueladlramos disse...

A propósito relembro este comentario da Maria sobre a
Bidwillii da Cordoaria...

bettips disse...

Só para vos dizer olá, meninos e meninas. Vem aí o tempo de nos mandarem ouro, o Outono luxuriante. Aguardo-vos. Bjinhos

Manuel Anastácio disse...

Apenas um pinhão por escama? É uma característica que distingue as araucariáceas das pináceas?

cliprunner disse...

Olhem, é só para vos dizer... que "dias com árvores" é um blog com bom gosto.

Anónimo disse...

Foi por causa destas pinhas que tive de abater a minha Bilwilli. Ficou pouco mais de um metro do tronco, algumas pinhas e as fotos. http://ay173a6h8tdf.uolk.uol.com.br/album.html

Paulo Araújo disse...

Caro Manuel Anastácio: Não lhe posso responder com precisão. É certo que as pináceas têm mais que um pinhão por escama (em geral são dois), mas não estou certo de que em todas as araucariáceas haja só um.