27.9.06

Palmeira-elegante


Archontophoenix cunninghamii

Portugal não é (nem poderia ser) um país de palmeiras, se excluirmos as omnipresentes palmeiras-das-Canárias e os coloridos cartazes vendendo pacotes de ida-e-volta aos paraísos tropicais. Mas quem não quiser aderir ao turismo exótico de massas pode ainda assim, com a nossa insistente ajuda, aprender a gostar de palmeiras. A primeira lição é que não são todas iguais: algumas (como esta) têm folhas em leque, outras (como a que mostramos hoje) têm folhas pinadas; há palmeiras atarracadas, outras esguias; umas são anãs, outras agitam a coroa a dezenas de metros do solo.

Palmeira-elegante é, muito apropriadamente, o nome vulgar da planta na foto. Originária da costa leste australiana, pode chegar aos 20 metros. Foi fotografada há um ano no Jardim Duque da Terceira, em Angra do Heroísmo, e por esta altura deve já ter renovado o seu saiote florido. A parte terminal do espique, acima do saiote, chama-se palmito: é de consistência tenra e existe em todas as palmeiras, embora em geral não tão desenvolvido como nesta espécie. No Brasil, além de ser usada como ornamental, a palmeira-elegante é também cultivada para a produção de palmito, iguaria muito apreciada por lá.

5 comentários :

Mica disse...

E é uma delícia, o palmito. Pelo que me explicaram, há até 2 maneiras de o extrair, sendo que apenas uma não danifica a planta (e por isso é vendido com a indicação de "amigo do ambiente").

Luis disse...

Olá.
Lancei-vos um desafio. Podem ser árvores. Ou dias.

bettips disse...

Sempre achei as palmeiras, bailarinas ...dobram, rodopiam e erguem-se, sempre para o alto. Vistas assim, uma a uma, ainda são mais bonitas nas suas saias de trópico. Abç

Flor disse...

`Palmitos são deliosos1 Poderia comer um prato inteiro só de palmito e ainda assim não enjoaria...
aqui se come palmito puro, como salda, em pastéis, em empadas, tortas, bolso salgados, em tudo, é uma maravilha!
Pena sim, que muitas espécies estão em risco de extinção pois extraem-no de maneira ilegal...

jp disse...

qual e o nome botanico ?