16.11.06

Dente-de-leão



A foto mostra o fruto de Taraxacum officinale (ou Taraxacum dens-leonis, planta vivaz da família Asteracea), um aquénio redondo e estriado, composto de penachos brancos que se dispersam facilmente com o vento porque são pequeninos pára-quedas.

O termo taraxacum tem origem controversa: parece ligado ao grego taraksis, perturbação, a que se juntou akos, remédio; mas também ao árabe trahxaqun, chicória selvagem. O epíteto específico officinale refere-se às propriedades medicinais da planta, de que todas as partes são úteis: as folhas são ricas em vitamina A e C, e usadas em saladas; da raíz desidratada, com uso diurético, fez-se outrora bebida (lilás) semelhante ao café que é bom remédio para males do fígado; e as flores, amarelas com pétalas que lembram dentinhos, dão cosmético caseiro para atenuar as sardas.

4 comentários :

Anónimo disse...

Pissenlit...

Anónimo disse...

Dizia a minha avó que este pompom era como o amor de um homem...ia-se com um sopro :)))
Bela foto.

Maria Carvalho disse...

Boa lembrança: a esta planta também se chama, no Brasil e por cá, amor-de-homem.

Badala disse...

Acho esta planta um graça. E como tantas outras faz-nos tão bem.

Um abraço.