16.11.09

O chão de Outubro


Scilla autumnalis L.

Um livro que tratasse das nossas flores silvestres, organizando-as por época de floração, poderia abrir com uma Scilla e fechar com outra. No primeiro capítulo, destacando-se entre as flores temporãs que despontam logo em Fevereiro, apareceriam a Scilla monophyllos e a Scilla italica; seguir-se-ia, em Maio-Junho, mas só na metade sul do país, a vistosa Scilla peruviana; e, para encerrar o livro em tons de rosa, teríamos a outunal Scilla autumnalis, a que a Flora Digital de Portugal chama, com requinte poético, cila-de-Outubro.

(A natureza, irreprimível como é, deixa sempre algumas pontas soltas nestes arranjos demasiado simétricos. O Inverno não significa um estado letárgico generalizado da vegetação, e haverá quem aponte, com justiça, que há flores - há sempre flores - antes da primeira e depois da última cila. Mas, para fenómenos que se repetem ciclicamente, o antes e o depois são simples convenções que nos ajudam a organizar a vida, e que podemos torcer a nosso jeito.)

Embora o desfasamento temporal seja, por si só, suficiente para não confundir a S. autumnalis com as suas congéneres, não é mau registar algumas das suas peculiaridades: a haste florida mede até 20 cm e surge antes das folhas; as flores não têm brácteas; e as folhas, em tufos de quatro a oito, são lineares e retorcidas, com as margens por vezes dobradas para formar sulcos.

A cila-de-Outubro - que aliás começa a florir logo em Agosto - distribui-se por grande parte da Europa, da Península Ibérica ao Mediterrâneo e da Grã-Bretanha à Rússia.

3 comentários :

Cris disse...

As minhas já floriram e deram semente. São florzinhas muito especiais, donas de uma grande beleza desde que os pequenos botões brotam de terra.

Sérgio Murra Martins disse...

Muito bonita! hoje vi uma que tambem julgo ser do género Scilla mas tinha flores brancas... Poderá ser a mesma especie?

Paulo Araújo disse...

Não é impossível que seja uma Scilla, embora ela normalmente não tenha flores brancas. Mas há várias outras plantas semelhantes, em geral bastante maiores do que a Scilla, e essas sim têm flores brancas, como as dos géneros Asphodelus e Urginea.