8.4.05

Abril, flores mil


Casa de Campo, Molares, Celorico de Basto

Os jardins, agora que o tempo aqueceu, têm novo atractivo: os rododendros e as azáleas estão em flor, exibindo vistosas copas de cor branca, amarela, laranja, rosa, vermelha ou violeta. O género Rhododendron (o termo grego rhodo significa rosa, o sufixo dendron refere-se a árvore) é da família Ericaceae, com 8 subgéneros, que incluem as azáleas, e mais de 800 espécies, maioritariamente asiáticas. Preferem solos ácidos, de zonas montanhosas e temperadas. A folhagem é luzidia e em alguns casos tomentosa; as flores agrupam-se em feixes nos extremos dos ramos, rodeadas por um arranjo de folhas em leque; as 5 sépalas formam uma trombetinha onde sobressaiem os estames.

Um projecto da Universidade do Algarve, que investiga a propagação da adelfeira (Rhododendron ponticum subsp. baeticum) e a sua reintrodução em solos degradados na serra de Monchique, dá conta da distribuição muito restrita entre nós desta espécie, apesar da sua boa adaptação à Península Ibérica, e do consequente risco de extinção neste seu habitat natural.

Ironicamente, o Rhododendron ponticum é considerado invasor nas ilhas britânicas. Num artigo recente da revista Molecular Ecology sobre a sua evolução nestas ilhas - onde foi introduzido no século XVIII como arbusto ornamental, tornando-se muito popular na época vitoriana - cientistas revelam dados de análise genética que confirmam que os exemplares britânicos desta espécie são muito provavelmente descendentes de arbustos com origem na zona de Monchique. Ter-se-ão entretanto transformado numa ameaça à fauna e flora das ilhas, tendo-se cruzado com outras espécies, a mais importante das quais a norte-americana Rhododendron catawbiense, e adquirido maior resistência ao frio, colonizando agora também as regiões menos temperadas das ilhas. Das centenas de espécies de rododendro só esta constitui um problema.

O rododendro notável da foto em cima é da Casa de Campo e tem mais de duzentos anos. Tivemos oportunidade de o conhecer durante o passeio na região de Basto por algumas quintas e jardins organizado pela Câmara de Celorico de Basto no âmbito da 2.ª Festa Internacional da Camélia.


Casa da Gandarela, São Clemente, Celorico de Basto
(Fotos: mpc / pva)

3 comentários :

Joaquim Oliveira Lopes disse...

Gosto muito desta beleza de Jardim, é o jardim da minha terra,Gandarela de Basto


Crasto-Basto S.Clemente

Paulo disse...

Parece ser um Rhododendron 'Cynthia' pela cor...

Paulo disse...

Alguns dos exemplares mais espetaculares de rododendros an cicade do porto são de Rhododendron 'Cynthia'e Rhododendron 'Catawbiense Grandiflorum', dois dos favoritos do Marques Loureiro...