15.6.05

...no jardim do Passeio Alegre...

.

Foto manueladlramos 0404
Araucárias em primeiro plano e ao fundo, diante do mar, as palmeiras *

Chegaram tarde à minha vida
as palmeiras. Em Marraquexe vi uma
que Ulisses teria comparado
a Nausica, mas só
no jardim do Passeio Alegre
comecei a amá-las. São altas
como os marinheiros de Homero.
Diante do mar desafiam os ventos

vindos do norte e do sul,
do leste e do oeste,

para as dobrar pela cintura.
Invulneráveis - assim nuas.

Eugénio de Andrade (Rente ao Dizer, 1992)

*Tal como o jacarandá do Viriato, também as 63 araucárias (Araucaria heterophylla) e as 28 palmeiras (Phoenix canariensis) do Jardim do Passeio Alegre foram classificadas de interesse público em Janeiro passado.
..

5 comentários :

Torquato da Luz disse...

Um abraço, Manuela! Olhe, gostaria muito de saber o que tentou dizer no comentário ao meu último post... É que não ficou nada, além do seu nome. De qualquer modo, obrigado pela visita!

manueladlramos disse...

Foi de propósito... o seu ofício é diário e a minha insignificante visita também. Muitas vezes me apetece deixar rasto. Hoje apeteceu-me especialmente: o poder invocador das suas imagens poéticas (ai que saudades do Sul) fez-me bem à alma, mas nada do que escrevi me contentou. Podia ter apenas escrito Saudades do Sul... mas não me ocorreu.Um abraço

Torquato da Luz disse...

Obrigado, mais uma vez. Entendi tudo muito bem. Outro abraço.

Pedro Miguel Rocha disse...

O Meio Ambiente deve ser mais do que apenas a preocupação, a conservação e a protecção. O Meio Ambiente deve ser a base filosofica para a Evolução da Humanidade e continuidade da Vida no Planeta Terra.

Ponto Verde disse...

Muito oportuna, belissimo poema.