30.8.06

Dos jornais: Virtudes e Botânico


Virtudes: magnólia-de-Soulange em flor

Primeiro a má notícia: o Parque da Virtudes, no coração da freguesia de Miragaia, no Porto, foi encerrado ao público devido ao aparecimento de crateras nos socalcos e ao perigo de derrocadas (detalhes no Primeiro de Janeiro). Já antes, em finais de 2001, o desabamento de um muro levou à interdição do espaço durante mais de um ano. A muita chuva que caiu nesse Inverno, juntando-se ao caudal do rio Frio, que corre entubado no local, explica o desastre. Desta vez, em época de tão pouca chuva, supõe-se que a causa das fissuras esteja na obstrução do rio Frio, presumivelmente agravada pela construção do túnel rodoviário Ceuta-Carregal. Como nos é imperativo visitar a rainha das Virtudes também este Outono, fazemos votos de que o problema seja solucionado em breve. Já agora, aproveite-se a ocasião para dotar o Parque das Virtudes de uma entrada digna: a actual, com os montes de entulho já cobertos de ervas e o contentor servindo de guarita ao vigilante, faz lembrar um estaleiro de obras abandonado e só pode repelir os visitantes.


Jardim Botânico: sumagre-da-Virgínia (Rhus typhina) no Outono

Como antes aqui noticiámos, o Jardim Botânico do Porto entrou em obras, que afinal só terminarão em Dezembro. Saiu há dias sobre o assunto desenvolvida reportagem no Jornal de Notícias. Leia-se também o oportuno comentário da arquitecta Paula Morais na Baixa do Porto.

Sem comentários :