4.10.11

Zeitlose


Colchicum lusitanum Brot.

Esta herbácea vivaz tem um ciclo de vida invulgar: produz flores no Outono, sem a roseta de folhas a protegê-las ou a alimentá-las; escapa aos rigores do Inverno escondida no subsolo, consumindo os nutrientes acumulados no bolbo; e desponta na Primavera, terminando então a gestação dos frutos do ano anterior e dispersando as sementes no início do Verão. A seguir, entre Agosto e Outubro, floresce de novo. É arriscada esta aposta numa estação em que a maioria das plantas já se prepara para hibernar, mas talvez ela lhe traga oportunidades de disseminação que em tempos mais competitivos lhe são negadas.

As flores em geral solitárias do C. lusitanum são parecidas com as do género Crocus, com pétalas unidas em taça de champagne de pé alto, um centro amarelado de pólen e um estilete trífido. Se a chuva não ajuda, não é fácil distingui-lo do C. autumnale L.. Mas o C. lusitanum prefere solos pedregosos e calcários (o C. autumnale escolhe mais frequentemente prados húmidos de montanha), tem anteras arroxeadas, púrpura ou rosa (amarelas no outro) e as pétalas exibem um ténue padrão axadrezado (no seu congénere elas assumem uma cor lilás mais uniforme).

As sementes do género Colchicum são usadas no tratamento da gota ou do reumatismo pois contêm um alcalóide, a colquicina, que, embora seja tóxico e deva ser administrado com parcimónia médica, tem fama de ser muito eficaz. O nome deriva do grego kolkhikós, referindo-se à Cólquida, região da Ásia Menor onde se situa hoje a Geórgia. Como muitas outras plantas medicinais, os cólquicos constam da lista das ervas ameaçadas pela colheita desregrada. Mais agora que se descobriu que a colquicina é capaz de perturbar o processo normal de divisão celular, o que faz dela um ingrediente quase mágico na pesquisa genética e na produção hortícola de variedades.

6 comentários :

as-nunes disse...

Extraordinário.
Ainda não tinha dado por estas plantas!

Ou sou eu que ando distraído?

Anónimo disse...

Eu felizmente,tenho o jardim coberto delas,ficando uma mancha rosa.Não deixo ninguém calcar.


Maria

Miza disse...

Aprende-se muito por aqui :)

ZG disse...

O que significa Zeitlose?
Intemporal?

Maria Carvalho disse...

as-nunes: Não é planta vulgar, mesmo nos bosques que ela aprecia.

Anónimo: Tem a certeza de que se trata deste Colchicum?

Miza: Nós também.

ZG: O título é um dos nomes vernáculos desta planta em alemão que - tem razão - se refere à irreverência desta planta por não seguir o padrão que entendemos que as estações determinam: flores na Primavera, frutos no Outono seguinte.

ZG disse...

Obrigado pelo esclarecimento!
Realmente aprende-se muito neste blog! Der beste portugiesische Blog!