14.8.04

Árvores Monumentais de Portugal - Livro



Um guia imprescindível!
Da autoria de Ernesto Goes e publicado pela Portucel em 1984, esta obra, já rara, indica a localização precisa de várias centenas de árvores monumentais (classificadas ou não) do território continental, com informações acerca do seu porte e morfologia.
Abrange 82 espécies dentro de 46 géneros, e alguns dos exemplares referidos já não existem ou estão completamente decrépitos. Tem sido ao longo dos anos um guia precioso e insubstituível (já nem uso o original para não o estragar mais) que me acompanha sempre que o meu périplo excede uma vintena de quilómetros.
Recomendo-o vivamente. O ideal seria uma nova edição, claro. Até porque a publicação da Direcção Geral das Florestas, já anteriormente mencionada, diz respeito apenas às árvores isoladas e maciços arbóreos classificados de interesse público, enquanto que no livro do Engenheiro Ernesto Goes estão incluídas essas e muitíssimas outras mais de porte excepcional.

4 comentários :

Joel Neto disse...

Caros amigos
Gostei da devo??o e gostei dos textos - parab?ns!
J? agora, pe?o uma ajuda: sabereis que guias existem em Portugal sobre ?rvores - os seus nomes, os seus aspectos, as suas hist?rias, as suas t?cnicas de cultivo?
Antecipadamente grato
Joel Neto (Grande Reportagem)

Blog: Dias com ?rvores
Post: ?rvores Monumentais de Portugal - Livro

Manuela D.L Ramos disse...

Um comentario que escapou e ao qual nao respondemos! Peço imensa desculpa a JN.
Sinceramente nao sei o que responder: a bibliografia é vasta. Se não puder dirigir-se pessoalmente às bibliotecas, o melhor é mesmo consultar por exemplo alguns catálogos on line. Estou a lembar-me Biblioteca "on line" da Direcção-Geral dos Recursos Florestais . Eu gosto muito de o consultar. Encontra-se sempre algo de interessante e ... útil.
Cordialmente

Anónimo disse...

Boa tarde

alguem sabe onde é possivel adquirir este belo livro.
obrigado

américo de abreu ferreira
associação dos pupilos do exército
tel 964050366

Paulo Araújo disse...

Há muitos anos que o livro está esgotado. Com sorte, só nalgum alfarrabista.