19.2.07

Magnólia monumental - Casa da Ínsua

.





A julgar pelas do Porto, a magnólia monumental dos jardins da Casa da Ínsua deverá estar no auge da sua floração (e o mesmo será de esperar das camélias).
Agora, quem quiser, poderá ler on line (Fundo Antigo - FCUP> ) a descrição de José Marques Loureiro, publicada em 1890, no Jornal de Horticultura Prática, destes jardins e matas verdadeiramente notáveis pela beleza, porte e antiguidade dos seus espécimes. Esta magnólia - que curiosamente não é por ele referida - ostenta *uma placa com a data de 1842!

Ou pelo menos ostentava quando tirei estas fotografias no ano passado em Março, por ocasião da memorável visita às camélias da Beira Alta, organizada pela secção portuguesa da Sociedade Internacional das Camélias > .

Anterior no Dias com árvores: Grandeza e graça
Post dedicado

4 comentários :

Manuela disse...

A magnólia da Praça está lindíssima

GP disse...

Regressei com esta magnólia aos meus tempos de criança. Cheguei a ir algumas vezes à missa do galo à Casa da Insua que fica perto da quinta dos meus avós. Obrigada por esta gostosa viagem ao passado.
Graça Pimentel

azuki disse...

não percebo, já por duas vezes deixei aqui um comentário (que a minha actual falta de inspiração não me permite replicar), mas que não apareceu...

Manuela disse...

Ola azuki ;-)
É verdade que os comentários só "aparecem" depois da nossa "permissão" (convem uma certa triagem para descartar os disparates e o spam) mas este é o primeiro comentario que recebemos, depois da GP!!!
O que terá acontecido aos outros?