11.12.09

Sino azul da Califórnia


Phacelia campanularia Gray

Mesmo as plantas domesticadas dos jardins podem ser pretexto para uma incursão livresca aos espaços naturais que nunca iremos visitar. Aqui está uma planta cultivada, vendida em hortos e centros de jardinagem, que, quando revela a sua identidade, nos leva direitinhos aos grandes espaços da Califórnia sem que lá tenhamos de pôr os pés. Conhecida no seu país natal como California Bluebell, esta herbácea anual penugenta, muito ramificada e compacta, de floração tardia (fim da Primavera e Verão), pouco tem a ver com os verdadeiros bluebells; a sua família é a das boragináceas, e é de facto notória a semelhança das suas flores com as do Echium plantagineum, que integra a mesma família.

De um total de cerca de duzentas espécies de Phacelia, noventa são originárias da Califórnia; as restantes são também nativas do continente americano, tanto do norte como do sul. Ocupam habitats variados - encostas pedregosas, charnecas, bosques -, e algumas delas, como o nosso sino azul, são resistentes a geadas e a temperaturas negativas persistentes. As flores, com cinco sépalas proeminentes abraçando a corola em forma de sino ou de tigela, exibem estames longos, e as cinco pétalas têm cores que variam do azul e do violeta ao amarelo e ao branco. Além de agradáveis à vista, são flores úteis pela abundância de néctar com que atraem abelhas e outros insectos.

Sem comentários :