2.9.05

Araucaria araucana no Parque da Lavandeira


Fotos: pva 0508/0506 - Washingtonia robusta e Araucaria araucana no Parque da Lavandeira (Gaia) / A. araucana nos jardins da Chiswick House (Londres)

Apesar de ser esta esta a única espécie de Araucaria mencionada no recém-reeditado guia FAPAS, Árvores de Portugal e Europa, a verdade é que a chilena A. araucana é bem pouco vulgar no nosso país, ao contrário da australiana A. heterophylla e da brasileira A. angustifolia. Encontram-se alguns exemplares jovens em jardins particulares, mas árvores adultas são uma raridade (no Porto, por exemplo, só conhecemos uma, na rua de S. Roque da Lameira): o clima português não será muito indicado para o desenvolvimento desta espécie andina, que prefere regiões mais frias. É significativo que Ernesto Goes, no seu livro Árvores Monumentais de Portugal, não refira nenhuma araucana, mas dedique várias páginas a araucárias notáveis de cinco outras espécies.

Por isso a descoberta, no Parque da Lavandeira, de um exemplar adulto de A. araucana é notícia de primeira página. A árvore apresenta algumas feridas no tronco e o seu aspecto geral é débil, mas deve levar-se em conta as condições em que ela sobreviveu durante décadas, sufocada por vegetação daninha, e ter esperança na sua recuperação.

Nos climas mais frios do norte da Europa, a A. araucana é naturalmente mais comum; é mesmo a única araucária que cresce ao ar livre em Inglaterra (e por isso os guias ingleses de árvores, como aquele que o FAPAS traduziu, omitem todas as outras). No muito recomendável livro The Heritage Trees, editado em 2004 sob os auspícios do Tree Council britânico, fala-se da maior araucana (ou monkey puzzle) na Grã-Bretanha, hoje com 26 metros de altura e plantada em 1843 como parte de uma alameda de 50 monkey puzzles. Essa alameda com 460 metros de extensão, situada no parque do Bicton College (escola agrária associada à Universidade de Plymouth), no condado de Devon, ainda hoje existe, tendo as 23 árvores que entretanto se perderam sido substituídas por outras criadas de sementes produzidas pelas originais. A monkey puzzle recordista tem ainda a distinção de ser uma das 50 Great British Trees, eleitas em 2002 pelo Tree Council para celebrar o cinquentenário do reinado de Isabel II.

5 comentários :

Robson Freire disse...

Uma pergunta:

Por que "Monkey Puzzle" (quebra-cabeças de macaco)??
Ainda não descobri a resposta para esse curioso nome da Araucária Chilena.

Robson Freire disse...

Ah!!!!

Por favor, queiram me perdoar!
Acabei de ver o arquivo de janeiro / 2005, onde está magnificamente fotografada a Araucaria araucana em sua jovem plenitude (abatida que foi, infelizmente)...

Muito agradecido pelos esclarecimentos de Maria Carvalho, sobre o exemplar da Quinta de Villar.

Há que se ter tempo para poder aprender TUDO o que este blog pode nos oferecer!!!!

Grato e me desculpem pelo 1º post.

puertomontt disse...

hola si quieres saber mas de las Araucaria araucana pueden visitar a araucarias.blogspot.com

Manuela disse...

The famous Monkey Puzzle Avenue

Daniel Arrhakis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.