15.1.08

Aeonium arboreum



Aeonium arboreum

Tal como a Crassula ovata, que pertence à mesma família botânica, também esta planta floresce nos meses frios, dando uma viva pincelada amarela no desmaiado canteiro das suculentas do Jardim Botânico do Porto. Não que a Aeonium arboreum, marroquina de origem, aprecie particularmente o frio - mas, desde que tenha abundante exposição solar e vegete em terreno bem drenado, lá vai aguentado este nosso (cada vez mais) ameno Inverno. Em climas mais quentes, como o do seu seu habitat de origem, este arbusto pode superar um metro de altura. É muito ramificado, tem as folhas dispostas em roseta na extremidade dos ramos, e as flores compõem vistosas panículas piramidais. O Portugal Botânico de A a Z atribui-lhe o nome vulgar de saião ou ensaião (segundo a mesma fonte, a Crassula ovata seria o ensaião-branco); mas, a menos que a planta seja comummente cultivada no sul do país, não nos parece que tal nome seja muito usado.

1 comentário :

Fátima Isabel disse...

Encontramos esta planta frequentemente nas paredes dos "poios" madeirenses. Usamo-la como flor de corte e na decoração do presépio.