28.7.10

A erva de ferro e o escaravelho negro


Sideritis hirsuta L. [escaravelho: Heliotaurus ruficollis (Fabricius, 1781)]

Sideritis é palavra grega derivada de sideros, que significa ferro. Apesar de esta planta ser semi-lenhosa, não possui certamente a dureza inquebrável característica desse metal. Também não consta que as fibras de que ela se compõe contenham quantidades anormais de ferro. A que se deve então o abstruso nome? Segundo o Stearn's Dictionary of Plant Names for Gardeners, supunha-se outrora que algumas plantas do género Sideritis ajudavam a sarar as feridas causadas pelas armas de ferro, e por isso eram aplicadas como pensos. Enfim, uma explicação rebuscada e meio implausível, mas que à falta de melhor fica aqui registada. O nome serviu-nos pelo menos para encabeçar a escrita com um título ao jeito de Emilio Salgari (ou será Alexandre Dumas?).

O escaravelho, por seu turno, parece ser dos mais comuns da sua laia de norte a sul do país, e nem desdenha frequentar jardins urbanos. Correm rumores meio infundados de que se alimentaria das flores das oliveiras, mas o bicho da foto parece-nos estar simplesmente a sorver néctar. Com um comprimento que ronda os 14 mm, ajuda-nos a ter uma ideia do tamanho das flores - as quais, se notarem bem, têm o labio inferior amarelo e a poupa branca. De resto, a erva-de-ferro é uma planta muito ramificada e peluda, que atinge os 60 cm de altura, e floresce na Primavera e no Verão. Preferindo solos básicos, concentra-se sobretudo no centro do país, do Alto Alentejo às Beiras, embora apareça pontualmente em Trás-os-Montes. A sua área de distribuição global vai de Portugal à Itália e inclui também Marrocos.

São 35 as espécies do género Sideritis assinaladas na Flora Ibérica; a Portugal só calharam três, o que nos parece uma distribuição de todo desequilibrada e injusta. E, para agravar a discriminação, as outras duas espécies (S. arborescens e S. romana) estão confinadas ao Algarve.

3 comentários :

biodivers©idade disse...

fico chocada com estas "desigualdades" Ibéricas...

Anónimo disse...

sou a mesma pessoa que perguntou há pouco sobre as diferenças de duas plantas. Este insecto é um coleóptero. É uma praga que chateia: Heliotaurus ruficollis

Anónimo disse...

Parece que, uma vez mais, não leio os posts integralmente. Só agora mesmo reparei que já tinha sido identificado o Heliotaurus.

Aproveito para rectificar que, há pouco, quis dizer folhas de Foeniculum/Thapsia e não às suas flores. Fico por aqui hoje...